GRUPO DE ESTUDOS AYA: ESCOLA E MEDICINA DA FLORESTA

“Se levarmos em conta que alguns xamâs amazonenses dizem que a ayahuasca é apenas a porta de entrada para todo um complexo e extenso caminho de conhecimento procedente das plantas, deparamo-nos com a possibilidade de que a ayahuasca seja a ponta do iceberg de um conhecimento técnico altamente sofisticado, historicamente ignorado, e em grande parte em vias de extinção.” Luis Eduardo Luna

Com 3.2 bilhões de anos de história, as plantas são as mais antigas formas de vida na terra. Elas são a fundação para todo o desenvolvimento da teia da vida, incluindo a nós humanos. Dentro da família das plantas, existe um grupo muito especial que continua deixando a ciência perplexa: as plantas que alteram as funções da mente e do corpo. Elas são encontradas em quase todas as partes do mundo, e têm um histórico milenar de parceria com os povos aborígenes de todas as partes. Para esses povos, essas plantas são veículos para o divino, portas cósmicas, mediadores entre os humanos e o mundo espiritual. São conhecidas como plantas sagradas, ou plantas de poder.

Em meio ao torpor, a solidão, o medo e vazio experimentados por uma grande parte da população mundial, notamos um poderoso ressurgimento de práticas espirituais xamânicas, inspiradas na sabedoria de povos nativos e no uso de plantas sagradas. Pessoas em todas as partes do mundo estão buscando resignificar suas vidas, tornando-se mais conscientes de sua inserção nessa grande teia e trazendo maior sentido e harmonia às suas vidas. A consequência natural tem sido o despertar de pessoas que desejam cuidar da vida, buscar parcerias, e uma atitude de reverência e respeito pela natureza e pela Terra.

amaringo 1

UMA ESCOLA DA VIDA/UMA MEDICINA INTEGRAL:

As plantas sagradas são consideradas por muitos povos tradicionais como plantas professoras. Imaginamos então que existe uma escola com professores vegetais, dispostos a compartilhar ensinamentos que possam resgatar nossa humanidade da brutalidade e indiferença que vivemos, colocando consciência e presença nos nossos atos, nos auxiliando a tornarmos pessoas mais cuidadoras e íntegras.

No entanto, esse processo de aprendizagem é contrário ao que conhecemos no mundo ocidental. A própria experiência com as plantas sagradas surge de uma outra lógica, baseada na vivência, em estados alterados de consciência e processos subjetivos (desconsiderados pela ciência moderna materialista), onde a mediação se dá entre as plantas e a experiência direta do aprendiz. As plantas sagradas também nos oferecem uma prática e visão de saúde e cura radicalmente diferente da lógica e prática da medicina ocidental, começando por mostrar forças e potencias próprios do paciente, para que ele aprenda a participar de seu processo de cura e ser mais independente de recursos exteriores, como as grandes indústrias de remédios.

O GRUPO DE ESTUDOS: 

O grupo de estudos é aberto a qualquer pessoa, frequentador de trabalhos de cura com plantas sagradas (em particular a ayahuasca, estudiosos do assunto), ou interessados a conhecer mais sobre esse riquíssimo universo. Compartilharemos experiências, conhecimentos e interesses, explorando temáticas diversas trazidas pela facilitadora, passando pelos estudos terapêuticos, antropológicos, médicos, mitológicos, espirituais e botânicos acerca da planta visionária ayahuasca. Também refletiremos de que forma a mesma tem impactado participantes que consagram a ayahuasca, como a planta inicia processos de mudança sistêmica, e de que maneira essa planta sagrada pode contribuir para alimentar uma cultura de empatia e solidariedade no mundo.

O grupo de estudos contará com uma breve apresentação da temática escolhida, uma roda de diálogo ou métodos inovadores de partilha e construção do conhecimento, além de breves práticas xamânicas para experimentarmos os conhecimentos através de outros meios.

No grupo de estudos não será consagrada a medicina de ayahuasca.

indio flou 1

Desenho: Henrique Souza Vieira

VALOR: R$ 10,00
LOCAL: FLOUrbana: Rua Mirassol, 275 – Vila Clementino (3 quadras do Metrô Sta Cruz)

FACILITADORA:
Nicole Roitberg: Fundadora do Instituto FLOU, educadora ambiental, antropóloga e consultora em sustentabilidade e comércio justo, é coordenadora dos eixos de sabedoria ancestral e educação para a convivência do instituto e integra a condução dos rituais de cura indígena com plantas sagradas.

É necessário a inscrição antecipada por email: contato@florestadosunicornios.org.br